domingo, 14 de setembro de 2014

Um minuto para refletir...



Sei que o seu coração está repleto de dor nesse momento...

Sei que as lágrimas se fizeram mais presentes em seu rosto nos últimos dias do que seu lindo sorriso...

Sei que os amigos que você tanto confiava te viraram as costas no momento em que mais precisava deles...

Sei que as suas expectativas não foram atendidas por parte daqueles que mais amava...

Sei que seus filhos estão cada dia mais distantes e que sua voz eles já não ouvem mais...

Sei que o seu trabalho já não te traz mais tantas alegrias como antes...

Sei que da sua boca há mais motivos para amaldiçoar a vida do que para bendizê-la...

Sei que por muitas vezes já questionou a sua presença aqui nesse mundo...

Sei também que já se perguntou por que Deus parece tão distante de você...

Sei que diante dos seus olhos a vida parece ter perdido totalmente o sentido e que nada aqui mais tem valor...

Para você tenho algo a dizer:
Tire seus olhos da sua dor e comece a olhar ao seu redor. 
Esqueça-se de si mesmo por um instante, respire profundo e sinta a grandeza e o mistério da vida. 
Veja a beleza desse planeta: quantas coisas lindas e delicadas você pode ver!
Será que tudo isso foi feito por alguém que te deseja o mal? Será que tudo isso foi arquitetado pelas mãos de um Pai que ver a perdição de seus filhos? 
Claro que não!

Deus quer que sejamos felizes nesse mundo que nos presenteou porque somos os Teus filhos amados!
É preciso afastar da mente e do coração todas essas coisas ruins que só nos cegam  e nos torturam. 
Permita que o Amor de Deus renove as tuas forças, preenchendo sua vida de Luz e Paz. 
Ele espera por você de braços abertos!
Confie!
Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. (Isaías 41:10)


sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Deus: Mistério e essência da Vida



" Há um sentido profundo
Na superficialidade das coisas,
Uma ordem inalterável
No caos aparente dos mundos.
Vibra um trabalho silencioso e incessante
Dentro da imobilidade das plantas:
No crescer das raízes,
No desabrochar das flores,
No sazonar das frutas.
Há um aperfeiçoamento invisível
Dentro do silêncio de nosso Eu:
Nos sentimentos que florescem,
Nas idéias que voam,
Nas mágoas que sangram.

Uma folha morta não cai inutilmente.
A lágrima não rola em vão.
Uma invisível mão misericordiosa
suaviza a queda da folha
Enxuga o pranto da face. "
Helena Kolody 

O Sentido Secreto da Vida


sexta-feira, 13 de junho de 2014

Jesus Cristo



Há dois mil anos...

Há dois mil anos, houve Alguém na face da terra que amou a humanidade como jamais ninguém amou.

Há dois mil anos houve Alguém que conhecia e respeitava as leis da vida, e para aqueles que O chamaram de subversivo Ele respondeu: "eu não vim destruir a lei, mas dar-lhe cumprimento."

Há dois mil anos houve Alguém que sabia que a humanidade se debateria em busca de soberania e poder e se precipitaria nos despenhadeiros das guerras cruéis e sangrentas, causando dor e sofrimento. Por isso Ele disse: "minha paz vos deixo, a minha paz vou dou."

Há dois mil anos houve Alguém que adivinhou que você, como indivíduo, deveria caminhar em busca da própria felicidade, e que, embora rodeado de pessoas, haveria momentos em que a solidão o visitaria. E por isso Ele falou: "nunca estareis a sós." "Vinde a mim"

Há dois mil anos houve Alguém que sabia que na escalada para Deus, em alguns momentos você se sentiria meio perdido, sem saber ao certo que caminho seguir. Foi por essa razão que Ele disse: "eu sou o caminho."

Há dois mil anos houve Alguém que conhecia as fraquezas humanas e entendia que densas nuvens se abateriam sobre as consciências dos seres, fazendo-os perder-se na noite escura dos próprios desatinos. Por isso Ele falou: "eu sou a luz do mundo".

Há dois mil anos houve Alguém que conhecia a intimidade das criaturas, adivinhava-lhes as angústias e as incertezas, sabia que muitas seriam as derrotas e que, depois do cansaço das lutas inglórias, buscariam uma rota segura. Por essa razão Ele disse: "eu sou o caminho, a verdade e a vida."

Há dois mil anos, houve Alguém que compreendia a fragilidade dos seus tutelados, que facilmente se deixariam levar pelo brilho das riquezas materiais e escorregariam nas armadilhas da desonra e da insensatez. Por essa razão Ele advertiu: "de nada adianta ao homem ganhar a vida e perder-se a si mesmo."

Há dois mil anos houve Alguém que conhecia a indocilidade do coração humano, que se tornaria presa fácil da prepotência e se comprometeria negativamente com os preconceitos e a soberba em nome de Deus, criando cadeias para a própria alma. E com ternura afirmou: "conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."

Há dois mil anos houve Alguém que amou a humanidade como ninguém jamais amou...

E por saber que na intimidade de cada ser humano há uma centelha da chama divina, Ele disse: "brilhe a vossa luz."

E por conhecer a destinação de todos nós, falou: "sede perfeitos."

Conhecedor da nossa capacidade de preservar e dar sabor à vida, afirmou: "vós sois o sal da Terra."

Há dois mil anos houve Alguém que amou tanto a humanidade que voltou, após a morte, para que tivéssemos a certeza de que o túmulo não aniquila os nossos amores.

E esse Alguém não impôs nada a ninguém. Deixou apenas um convite: "quem quiser vir após mim, tome a sua cruz, negue-se a si mesmo, e siga-me."

Esse Espírito ficou conhecido na Terra pelo nome de Jesus, o Cristo.


Habita mundos sublimes, onde a felicidade suprema é uma realidade, e mesmo assim continua amparando e socorrendo Seus irmãos, independente de crença, raça, posição social ou cultura, pois como Ele mesmo afirmou: "nenhuma das ovelhas que o Pai me confiou se perderá."


Texto extraído do site: Momento Espírita


Se cada um de nós abrirmos os nossos corações para ouvir e atender o que diz Jesus Cristo a nossa vida será transformada. Ele não nos força a segui-lo, mas orienta-nos para que saibamos que há sempre uma chance de tornarmo-nos pessoas melhores a cada dia. Seguir os Seus ensinamentos é a certeza plena de uma vida repleta de amor e luz.